Criado e desenvolvido pela AMABRA no ano de 2006, o Viva Arte Viva é um projeto de inclusão social, que oferece oficinas de teatro, música e dança à comunidade do Distrito Federal e cidades do entorno, visando a promoção, profissionalização e capacitação artístico cultural por meio das artes.

Socialmente, o projeto possibilita o exercício da cidadania, promovendo o desenvolvimento sistêmico de estudantes e seus familiares, agregando valor a sociedade e ainda despertando em cada indivíduo a disciplina, sensibilidade e socialização. A arte é utilizada como agente transformador, com poder de desenvolver habilidades, dentro do princípio de igualdade de condições para os participantes.

Sob a perspectiva técnica, o projeto atua como agente pedagógico e de sustentação social, desenvolvendo atividades de teoria vinculadas à prática, objetivando a formação e extensão profissional a partir da necessidade de se oferecer abertura ao mundo das artes a fim de minorar desajustes, conflitos sociais e carência de oportunidades.

O projeto possibilita, ainda, processos de ensino-aprendizagem em relação às abordagens formais existentes no meio acadêmico, na construção de valores, na percepção de um novo olhar sobre o mundo e a sociedade, o espaço, o tempo, entre outros.

Os integrantes da Diretoria da AMABRA acreditam que o aprendizado por meio das artes provoca mudanças significativas na qualidade de vida das pessoas, sendo um poderoso instrumento para integração social, tendo grande relevância para a comunidade. Por isso, objetiva a continuidade das oficinas de dança, música e teatro, bem como, a realização de apresentações periódicas, a fim de possibilitar o despertar vocacional artístico, tendo a Orquestra Filarmônica de Brasília como suporte para o desenvolvimento de futuros profissionais.

núcleo de música

A música tem grande influência na criatividade, no conhecimento, na percepção, na rapidez de raciocínio, havendo estudos que apontam forte correlação entre vocação e instrução artística com capacidade de pensar e sucesso científico, enriquecendo os valores intelectuais das pessoas. A música possui profundas raízes na nossa cultura, modalidade importante pelo seu caráter popular que a torna acessível a todos.
As oficinas de música são oferecidas às crianças e adolescentes da comunidade escolar, no seu contra turno, que, além de auxiliar no desenvolvimento global dos alunos, contribuírem para um melhor desempenho escolar e pretende se constituir, a médio e longo prazo, numa opção de profissionalização para seus participantes.
Cada oficina acontecerá duas vezes por semana e para dar continuidade ao trabalho com aulas demonstrativas, onde serão oferecidos cursos de instrumentos para primeiras percepções musicais, objetivando desenvolver, aperfeiçoar e especializar a mão-de-obra para futuros profissionais, objetivando dar continuidade aos grupos: Fanfarra das Escolas Públicas, Orquestra Juvenil e Orquestra Jovem de Brasília. A Orquestra Filarmônica de Brasília pretende acolher e auxiliar aqueles que, por ventura, desejarem se dedicar à profissão de músico.
Como exemplo de resultado de profissionalização de integrantes do Núcleo de Música do projeto, existem músicos atuando profissionalmente em diversas Orquestra em várias cidades do país e do mundo.

núcleo de dança

Com a revisão nos alicerces da educação a dança ressurge num espaço de progresso intelectual. A dança gera uma integração comportamental dos indivíduos dentro de um grupo.
Dessa interação propõe-se a busca de um espaço de construção e ampliação da cidadania
frente aos problemas psicossociais. A criação de alternativas de trabalho e de vida pela dança visa à inclusão social, a produção de uma cultura da não violência, a valorização e afirmação de uma identidade de autoestima. São trabalhados no curso de dança o alongamento, flexibilidade, fortalecimento muscular, equilíbrio, musicalidade, respiração, coordenação motora, percepção espacial, lateralidade, expressão corporal e facial. Conhecimento e aprendizagem do método Vaganova de Ballet Clássico, assim como de Ballet Moderno e abordagens contemporâneas.
Haverá a participação de grande parte dos alunos do núcleo de dança, na montagem de espetáculos, tanto no meio do ano como no encerramento das atividades de cada ano. O Núcleo de Dança se orgulha muito em ter no seu histórico, o bailarino Mikael Santos, que foi selecionado para o Ballet Bolshoi em Joinville-SC, o bailarino Mateus Luiz que foi contratado pela companhia LEMONDANCE em Vancouver – Canadá e, também, os bailarinos Louise Fhaedra, Ludmila Fhaedra, Daniel de Jesus e Maria Eduarda Ribeiros, terem sido selecionados para o Ballet da Cidade e para o Grupo de Bailarinos de Brasília, além de ter profissionalizado outros diversos que estão atuando como professores em academias e escolas de dança em diversas cidades do Distrito Federal e do entorno.

núcleo de teatro

O Teatro se constitui em uma das principais manifestações culturais do homem. As virtudes pedagógicas do teatro são conhecidas há bastante tempo: a expressão do corpo e das ideias, o domínio dos movimentos e dos gestos e a representação de personagens e situações.
O curso de Teatro tem como objetivo desenvolver a capacidade intuitiva do aluno e aguçar sua percepção e seus reflexos por meio de jogos, exercícios rítmicos, entre outros recursos.
As aulas contam com o desenvolvimento corporal dos alunos (expressividade, coordenação motora, ritmo, domínio e criação de gestos e movimentos no improviso de cenas curtas, aquecimento vocal (exploração da articulação das vogais, ressonância das consoantes, apoio diafragmático e projeção de som), improvisação (criação em grupo e individualmente, desinibição), leitura de texto (interpretação, dramatização), criação de personagens (caracterização) e ensaio de peças infantis (cenas, texto, personagens, figurino, cenário).

O processo de preparação dos alunos é semanal, com dois encontros, em local adequado para o desenvolvimento das atividades. No mês referente à apresentação da peça ensaiada, os encontros tornar-se-ão mais frequentes, de acordo com a disponibilidade dos alunos.
Como exemplo de resultado de profissionalização de integrantes do Núcleo de Teatro do projeto, o Grupo Humus de Teatro foi criado a partir das oficinas de teatro adulto.